No que diz respeito à imunidade a Constituição Federal define, em seu artigo 150, as entidades imunes, a saber:

1 – templos de qualquer culto
2 – partidos políticos, inclusive suas fundações;
3 – entidades sindicais dos trabalhadores,
4 – instituições de educação e de assistência social, sem fins lucrativos, atendidos os requisitos da lei.

Não obstante, para os entes citados nos itens “2” a “4” gozarem do benefício, o Código Tributário Nacional – CTN, em seu artigo 9º, os subordinam à observância dos seguintes requisitos: I – não distribuírem qualquer parcela de seu patrimônio ou de suas rendas, a qualquer título; II – aplicarem integralmente, no País, os seus recursos na manutenção dos seus objetivos institucionais; e III – manterem escrituração de suas receitas e despesas em livros revestidos de formalidades capazes de assegurar sua exatidão.

E, no caso particular das instituições de educação e de assistência social, sem fins lucrativos, a Lei n.º 9.532/1997, Art. 12, ao disciplinar a matéria, acrescentou outros requisitos, saber:

a) preste os serviços para os quais houver sido instituída e os coloque à disposição em geral, em caráter complementar às atividades do Estado, sem fins lucrativos;

b) não remunerar, por qualquer forma, seus dirigentes pelos serviços prestados;

c) aplicar integralmente seus recursos na manutenção dos seus objetivos sociais;

d) manter escrituração completa de suas receitas e despesas em livros revestidos das formalidades que assegurem a respectiva exatidão;

e) conservar em boa ordem, pelo prazo de cinco anos, contados da emissão, os documentos que comprovem a origem de suas receitas e a efetivação de suas despesas, bem assim a realização de quaisquer outros atos ou operações que venham a modificar sua situação patrimonial, dentre outros.

fonte: alliancecontadores.com.br

igreja

Como foco da Sigloc é atender igrejas, acontece muito de igrejas nos contactarem perguntando como legalizar sua igreja, segue agora um passo a passo de como fazer para legalizar sua igreja.

Abrir uma igreja significa que você terá um local para cultos e terá recebimentos de dízimos e doações além de atendimentos sociais como é comum em trabalhos de igrejas. Para isso você precisa legalizar ela. Não é tão complicado quanto parece, vamos aos passos necessários.

Custo: R$ 300,00 à R$ 400,00
Pessoas: 8 membros para direção.

Veja nesse post impostos que as igrejas são isentas : Post sobre impostos igreja

Passos:

  1. Criar um estatuto para que este seja registrado no cartório, mudar neste modelo para o nome de sua igreja. Segue abaixo um modelo de Estatudo de Igreja: ESTATUTO_PARA_IGREJAS
  2. Registrar um CNPJ para igreja , você irá precisar dos seguintes documentos:
    • Apresentação do estatuto em duas vias originais.
    • Ata de fundação da Igreja (2 vias)
    • Reconhecimento de firma de todos os membros da diretoria
    • Requerimento para registro do representante legal
    • Constar os membros da diretoria definitiva ou provisória com qualificação completa: Nacionalidade, estado civil, RG, CPF, profissão e endereço completo
    • Visto do advogado em todas as folhas com carimbo da OAB
    • Relação dos sócios fundadores
    • Fotocópia do livro de atas (da organização, diretoria e do estatuto)
    • Visto do presidente em todas as folhas
    • Fotocópia da carteira de identidade dos membros da diretoria e conselho fiscal (se existir conselho fiscal).
  3. Alvará para o local de culto
  4. Um contador para gerenciar seu CNPJ.
  5. Um sistema para gerenciar sua igreja (Entradas, Saídas e controle em geral). Use o nosso SIGLOC.

Feito esses passos conforme indicado você terá sua igreja apta para funcionar.

 

 

Olá amigos e visitantes da SIGLOC, temos uma versão gratuita para uso das igrejas, mas calma!!!!

gratis

É uma versão limitada, indicada apenas para igrejas iniciantes e para aderir ao nosso sistema nesse plano, você terá que estar apto e se enquadrar em nossos regulamentos.

Agora você me pergunta, “Porque não faz totalmente grátis?”, porque nós somos uma empresa e vivemos temos impostos, contas a pagar, temos servidores, funcionários e famílias que vivem desse projeto, e como toda empresa precisa de ganhos para se manter no mercado.

Mas mesmo assim, abrimos uma brecha no nosso sistema e vamos ter um gratuito para igrejas pequenas. Confira as regras abaixo.

REGRAS PARA SER GRÁTIS

  1. CNPJ Máximo 1 ano.
  2. Máximo 20 membros.
  3. Até 20 lançamentos mensal.
  4. Máximo 1 usuário.
  5. Não tem suporte dedicado.
  6. Não apto a fazer solicitações de mudanças.
  7. Sem direito de backups.
  8. A partir de 6 meses sem uso, seu cadastro será eliminado.

Caso sua igreja cresça e queira mudar seu plano, basta conversar com nossa equipe e tudo será ajustado.
Sabemos que essa versão não atenderá todo mundo, por ter mais membros ou outro critério, nesse caso contrate a versão paga e tudo se soluciona.

att a Direção.

Caso ocorra problema, e você precise estornar um caixa, calma!!. Nós temos uma solução.

Em caixa local, acesse os caixas anteriores, localize o caixa lançado que precisa ser estornado lá vai aparecer o botão estornar.

Obs: Só estorne caso tenha certeza, pois este exclui do caixa sede, a transferência que já havia efetuado e ele habilita para edição os lançamentos novamente possibilitando a correção necessária.

caixa local estornar

Afim de facilitar e não precisar editar um lançamento para apenas baixar uma despesa, fatura, boleto ou lançamento.

Foi adicionado um botão junto aos demais, conforme imagem abaixo.

baixar status

Ele alterna o status do lançamento selecionado, se estiver aberto, ele baixa, se estiver baixado ele reabre.

Nosso sistema está integrado com Boleto fácil, ou seja, você consegue gerar boletos e receber através dele.

Vantagens do boleto fácil, realmente é a facilidade e cumpre bem o que promete.

As tarifas do boleto fácil está mais em conta que o do PagSeguro.

Não há mensalidades ou custos ocultos, você paga apenas sobre o que recebe. Há somente duas taxas:

1) Taxa por boleto pago
Existe uma taxa fixa de R$ 0,40 para cada boleto pago. A taxa variável é de 2,40% do valor pago, sendo que no mínimo será R$ 1,90.

Exemplos:
Pagamento de R$ 50,00 – Taxa fixa 0,40 + 2,40% do valor = 1,20, é menor que o mínimo de 1,90, portanto fica: R$ 0,40 + R$ 1,90 = Taxa total R$ 2,30.
Pagamento de R$ 95,00 – Taxa fixa 0,40 + 2,40% do valor = 2,28 = Taxa total R$ 2,68.

2) Taxa por saque
A taxa para saque é de R$ 4,90 e somente será cobrada quando você solicitar a transferência de valores para sua conta. Você pode acumular vários pagamentos e transferi-los de uma única vez.

Clique em ainda não tenho cadastro para realizar seu cadastro https://www.boletobancario.com/boletofacil/user/

boletofacil

Após realizado cadastro e logar no boleto fácil, clique favorecidos e cadastrar novo favorecido.

dados e cadastro

Vai ser solicitado cópias de seus documentos, para confirmar a legitimidade desta conta, e dados bancários para receber após os pagamentos.

Depois clique em Integração para gera seu Token, pois é ele é necessário para gerar boletos automaticamente no nosso sistema, clique aqui www.boletobancario.com/boletofacil/integration/api/overview.html.

E depois de gerado seu token, adicione em nossas configurações.

Ainda em Integração, descendo você vai achar a parte de que configura a URL de retorno, aqui você deve informar aquela presente na configuração do nosso sistema. Lembrando que ela é única, então copie a sua e cole aqui, para que a integração seja perfeita.

link

Após efetuar seu cadastro no Pagseguro como vimos nesse post como-criar-conta-no-pagseguro.

Você precisará gerar seu Token clicando aqui : www.pagseguro.uol.com.br/preferencias/integracoes.jhtml

Descer até a parte que informa Utilização de API’s. clica em gerar seu Token, ele é único e será enviado ao seu email cadastrado, guarde e adicione ele lá em configurações como vimos nesse post como-configurar-o-sistema-para-gerar-boleto

É necessário informar nossa URL para notificação conforme mostra imagem, copie a URL da nossa página de configuração, pois esta URL difere para cada usuário.

utilizacao de api

Pronto, após todas essas configurações e cadastro, nosso sistema está pronto é só gerar boletos e mensalidades e aguardar os pagamentos.

Para uso com nossa integração de pagamento você precisará dessa conta, caso utilize  como forma de pagamento.
Uma das vantagens do pagseguro é que o membro ou associado pode pagar via boleto, débito online ou cartão de crédito.

O cadastro é simples, basta acessar : www.pagseguro.uol.com.br

cadastro pagseguro

Clique em criar sua conta.

cadastro pagseguro2

Selecione a opção quero vender pois você irá usar para receber suas mensalidades, boletos ou outros.

Irá se abrir um formulário, preencha com seus dados para concluir o cadastro.

cadastro pagseguro3

Após o cadastro, o sistema irá solicitar documentos válidos para confirmar seu cadastro e poder receber devidamente suas cobranças com segurança.

Nosso sistema, possui hoje integração com 2 das melhores ferramentas para recebimentos via internet atualmente.
A geração de boleto é útil para cobrança de eventos, anuidades, mensalidades, campanha dentre outros que pode surgir.

Boleto Fácil
PagSeguro

A integração é feita desde a solicitação de pagamento via PagSeguro e na geração de boleto via Boleto Fácil até a confirmação e baixa automática em nossos sistemas.
Assim que o boleto é pago, a conta já debitada em nosso sistema.

A configuração é bem simples, basta ter cadastro em uma ou ambas ferramentas para recebimento e configurar  email, token e ativar a geração de boleto clicando em utilizar um ou outro ou até ambos.

A URL para confirmação de pagamento nosso sistema gera, você deve copiar e colocar na sua conta do pagseguro e ou boletofacil. Ela é necessária pois o pagseguro e boleto fácil irá informar ao nosso sistema quando sua cobrança for paga e assim podermos seguir o fluxo e dar baixar.

configurarboleto

Atenção!! Caso não esteja configurado corretamente com os dados token e emails válidos, sua cobrança não será efetiva ou boleto não será gerado. Temos outros posts de como criar sua conta nessas ferramentas.